ErótiKo

Livro de visitas


Dossier:Gil Vicente

Guerra no ...

Terrorismo

YouTube





Todas as Koisas

Especial IPVC

Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


RTP1
Últimas Galeria
Mais Links
Porque esperas?
Sites Amigos
EuroMilhões



   
   
   
   
   
   

Procura
Na nudez das coisas!
Sondagens
Koisas são?
Ideias?
Opiniões?
Pontos de vista?
Site modelo?
Molho de Grelos?
Anedotas
Era um fanático tão portista, tão portista, tão portista, que achava
que os cantos dos "Lusíadas" deviam ser marcados pelo Deco!
Um sonho

Exposição dos artistas do BlogTok
quando?

 

images_1.jpg

Brevemente

Visita:
Klubs
Sistemas

O AVKD é baseado no alfabeto latino, que é o alfabeto mais usado no mundo. | 23Fev2017 10:45:16

O AVKD é baseado no alfabeto latino, que é o alfabeto mais usado no mundo.

Não se sabe ao certo qual a origem do alfabeto, porém sabe-se que os egípcios foram os primeiros a tentar simbolizar as suas ideias através de figuras de animais.

Acredita-se, portanto, que o alfabeto tenha origem no Antigo Egito, por volta do ano 2000 a.C. e que representava o idioma dos trabalhadores semitas no Egito, tendo sido influenciado

Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (1051)

Morreu o i, eutanasiado. | 17Fev2017 12:00:58

 A pedido de várias famílias provocou-se a eutanásia ao i. Morreu.

São por demais as razões porque se escolhe o Y em vez do I. 

- Gráficamente é mau, muito mau, confunde-se com o L minúsculo, mal se vê (exemplo; rir, vir - ryr, vyr)
- Sempre que possível e desde que não choque a fonética, deve-se preservar a etimologia
- Coesão internacional - porque o AVKD

Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (846)

Escrever como se diz | 24Jan2017 16:05:25

 

A história da língua faz jus ao objecto: já muito se deu à língua sobre como se deve usá-la. Carlos Maria Bobone recorda pontos de viragem fundamentais e os vanguardistas que as protagonizaram.

Corpo confuso e enorme, enrodilhado em heranças contraditórias e novidades, moldado por regras abstractas e experiências quotidianas, ferido constantemente por sentenças eruditas e acometido por invenções populares, tão intrincado que uma simples mudança pode revolver todo o seu edifício, custa a acreditar que possa ser usado por qualquer boca impúbere.

Mais custa, ainda, perceber como é que uma lógica tão facilmente apreendida pode ser tão difícil de explicar: qual é a lógica da língua? Como é que qualquer criança sabe entrar – com maior ou menor mestria – num jogo de símbolos, em que a junção de sons produz significados diferentes, e sábio nenhum consegue explicar cabalmente a chave do código?

'O PIPOL E A ESCOLA' | 22Mar2010 12:47:24

Dizem que é verdadeiro este texto.

E porque não? Ele há bem piores.

Vamos ler e analisar sobre diversos primas:

 

1º á Luz da critica normal emd efesa do léxico actual.

2 - Em defesa dos valores do ser jovem (se não prestam culpem os adultos)

3º À luz do AVKD

"

'O PIPOL E A ESCOLA'

Eu axo q os alunos n devem d xumbar qd n vam á escola. Pq o aluno tb tem Direitos e se n vai á escola latrá os seus motivos pq isto tb é perciso ver q á razões qd um aluno não vai á escola. Primeiros a peçoa n se sente motivada pq axa q a escola e a iducação estam uma beca sobre alurizadas.
Valáver, o q é q intereça a um bacano se o quelima de trásosmontes é munto Montanhoso? Ou se a ecuação é exdruxula ou alcalina? Ou cuantas estrofes tem um cuadrado? Ou se um angulo é paleolitico ou espongiforme? Hã?
E ópois os setores ainda xutam preguntas parvas tipo cuantos cantos tem 'os Lesiades''s, q é u m livro xato e q n foi escrevido c/ palavras normais mas q no aspequeto é como outro qq e só pode ter 4
cantos comós outros, daaaah.
Ás veses o pipol ainda tenta tar cos abanos em on, mas os bitaites dos profes até dam gomitos e a Malta re-sentesse, outro dia um arrotou q os jovens n tem abitos de leitura e q a Malta n sabemos ler nem escrever e a sorte do gimbras foi q ele h-xoce bué da rapido e só o 'garra de lin-chao' é q conceguiu assertar lhe com um sapato. Atão agora aviamos de ler tudo qt é livro desde o Camóes até á idade média e por aí fora, qués ver???
O pipol tem é q aprender cenas q intressam como na minha escola q á um curço de otelaria e a Malta aprendemos a faser lã pereias e ovos mois e piças de xicolate q são assim tipo as pecialidades da rejião e ópois pudemos ganhar um gravetame do camandro. Ah poizé. Tarei a inzajerar?

 

"

 

Brevemente voltaremos ao assunto. Fica o texto à espera que comentem.

Podem fazer o mesmo livre e anonimamente.

Nossa língua | 16Out2008 20:10:00

Com Dad Squarisi

 

Mais um pouco de assunto para comear a fazer do AVKD um tema abrangente. Claro que todos sabem que a língua falada não se muda por decreto, mas a escrita sim e essa vai num processo dialéctico mudar a própria língua falada.

 

vamos aprendendo um pouco com quem de direito ...

 



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (851)

Nossa língua: A saga continua | 16Out2008 20:10:00

A saga continua ...

 

Vamos então perceber que afinal tem GENTE, muita gente que está atenta. Vejam bem o fenómeno da escrita "caótica" que a juventude usa no MSN e outros sistemas de mensagens como o Telemóvel.

 

Vamos abordar este assunto ao longo da vaigem que este site pretende proporcionar.

 

 



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (942)

O que é? | 06Out2008 23:50:00

AVKD o que é?

 

ESCREVER COMO SE FALA.

 

É uma proposta para um novo ABCEDÁRIO

 

E 1 PROPOXTA PARA 1 NOVO AVKD

(AVKD OU AVSD)

(Método para erradicar o analfabetismo e ensinar crianças a ler e escrever correctamente em meses. Preparação para criar bases de unificação/standarização do modo de falar. Aproximação de culturas pela língua escrita simplificada. Um caminho para a humanidade atingir o ESPERANTO)

 

Claro qu

Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (1037)

Sopa de letras | 05Out2008 02:10:00



Um filme para ajudar a comprensão mais profunda do AVKD
um bom trabalho de resto. Formidável.


Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (522)

Comentário sobre Utopia de Thomas More | 03Out2008 18:10:00

A concepção da ilha de Utopia está toda enraizada em duas idéias: a não existência da propriedade privada é a primeira. A segunda é o alcance dos interesses individuais, entendido como apenas viável, se feito através do preenchimento prévio das necessidades coletivas. Esses conceitos são centrais na obra. Todo os outros elementos do funcionamento tanto dos costumes, quanto da cultura, como do governo são diretamente ligados a esses pontos. O autor vê a propriedade privada

Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (660)

AVKD | 01Out2008 18:40:00

VREVMENT UMA NOVA FORMA D IXKRITA. A PROKURA D 1 IXPRANTO K SERV GREGUX I TRIOANUX... KONTINUA



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (491)

AVKD | 29Abr2007 03:20:00

DO AVKD (ABKD) ... DEPOIS EXPLICA-SE ...

DO SITE WEBCDEDARIO



VISITA O RESTO CLICANDO NA IMAGEM XXX


Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (1280)

1 a 11 de 11 Primeiro | Anterior | Seguinte | Último |