ErótiKo

Livro de visitas


Dossier:Gil Vicente

Guerra no ...

Terrorismo

YouTube





Todas as Koisas

Especial IPVC

Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


RTP1
Últimas Galeria
Mais Links
Porque esperas?
Sites Amigos
EuroMilhões



   
   
   
   
   
   

Procura
Na nudez das coisas!
Sondagens
Koisas são?
Ideias?
Opiniões?
Pontos de vista?
Site modelo?
Molho de Grelos?
Anedotas
Um casal de piolhos amava-se perdidamente e teve diversos filhotes.
P: Qual o nome do filme?
R: Lêndeas da paixão.
Um sonho

Exposição dos artistas do BlogTok
quando?

 

images_1.jpg

Brevemente

Visita:
Klubs
Sistemas
Jumento

DEIXEM-NOS IR A BANHOS NUM AMBIENTE DE TRANQUILIDADE PÚBLICA sff - 16Jul2018 12:31:00


A letargia da época foi interrompida no passado sábado, com a notícia do Expresso que dava conta de um relatório do MP onde se dizia que uma parte do equipamento militar que terá sido roubado em Tancos ainda não tinha sido recuperado, podendo ser usado em ataques terroristas, assaltos a caixas ATM e outras maldades merecedoras de medo por parte da população.

O alarme público foi tal que a Presidência da República se apressou a informar que o ?Presidente da República reafirma, de modo ainda mais incisivo e preocupado, a exigência de esclarecimento cabal do ocorrido com armamento em Tancos.?.  a notícia já nos tinha deixado a tiritar de medo, o comunicado presidencial deixou-nos preocupados, perante tantos perigos o Presidente parece estar mais preocupado com apuramentos de verdade do que com os riscos. EM vez de tranquilizar, o comunicado presidencial atira achas para a fogueira do alarme público.

Mas se pensarmos um pouco, talvez não seja de nos assustarmos muito. É óbvio que uma arma pode ser usada num atentado, num assalto ou mesmo num crime de violência doméstica e por aquilo que se vai ouvindo nas notícias não são as armas de Tancos que vão inundar o nosso mercado.

Que se saiba, não foi por falta de uns cartuxos de explosivos que até aqui não ocorreram assaltos a caixas multibanco, se tudo o que é utilizado para fazer explodir uma caixa ATM merecesse um alarme público teríamos de pensar na apreensão da garrafas de gás, para não referir os adubos e produtos químicos que podem ser comprados livremente e com os quais qualquer amador produz um explosivo.

Pensar que é o resultado do roubo a Tancos, do qual há quem sugira que nem terá ocorrido, que aumenta o risco de atentados só merece uma gargalhada. Os terroristas que atacaram em França não usaram pistolas, usaram espingardas de assalto AK47, quem nem sequer foram adquiridas em França. Aliás, nenhum atentado na Europa foi realizado com pistolas de 9mm e só um terroristas desastrado recorreria a pistolas, já que as únicas metralhadoras que usam estas munições são as velhinhas FBP ou a Lusa, produzida mais recentemente para as forças policiais. Os terroristas preferem as Ak 47.

Enfim, deixem-nos ir para banhos tranquilamente, já que não ocorreram incêndios, nenhum quartel foi assaltado, ninguém morreu numa urgência, nenhum hospital foi atingido pela legionela, vamos aproveitar algumas abertas no mau tempo e dar uns mergulhinhos e os senhores do MP que façam o mesmo, para refrescar ideias, porque depois das férias judiciais vem aí um novo Procurador-Geral.



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/deixem-nos-ir-banhos-num-ambiente-de.html

AREJAR COM CHEIRO A BAFIO - 13Jul2018 12:59:00


Pedro Santana Lopes foi a uma conferência de amigos da direita e no fim, quando questionado sobre se ia sair dali o seu novo partido, esclareceu que o que pretendia era arejar a política portuguesa. Isto é, para o enfant terrible que já tem idade para ter juízo ele próprio é uma espécie de ar fresco e por onde passa vai arejando o ambiente.

Se é com arejamento destes o melhor é perguntar ao Rei de Espanha se não quer trocar a Catalunha por Portugal, até porque por aqui somos bem mais simpáticos do que para os lados do Messi. Haja seriedade, Pedro Santana Lopes não é, nem alguma vez foi um ar fresco para a política portuguesa. Esteve duas vezes no governo e que me recorde não senti qualquer brisa vinda do seu lado, lembro-me do Bagão Félix, do Mexia, do Gomes da Silva, de ele ser secretário de Estado de Cavaco Silva, tudo frescura?

Se Pedro Santana Lopes quer refrescar a política deve fazer o que fazem as pessoas quando percebem que as novas gerações trazem ideias novas, projetos mais modernos, maior capacidade de trabalho, mais frescura mental e melhores valores.

Não consigo encontrar outra forma de Santana Lopes refrescar a política do que retirando-se, dando lugar a uma geração que vale mais do que ele demonstrou ao longo da sua vida política e empresarial.



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/arejar-com-cheiro-bafio.html

MEXER NA CACA - 11Jul2018 14:28:00


A justiça portuguesa depois de esgotado o filão dos políticos e perante o desastre que foi o arrastão no gabinete do ministro das Finanças foi em busca de grandiosas primeiras páginas no meio do futebol. Compreende-se, estando a justiça em ambiente de campanha eleitoral com a escolha do futuro Procurador-Geral é natural que estejamos a assistir a muitos ?comícios? da justiça, tudo servindo para deter e prender a torto e a direito.

O problema é que mexer no mundo do futebol é como mexer na caca, correndo um sério risco de entrar num domínio onde a isenção pode faltar. Todos sabemos que anda por aí muita gente que prefere trair o conjugue a trair o clube de futebol. É fácil escolher um magistrado para investigar um político, basta fazer a escolha por sorteio, mas escolher um investigador para um caso de futebol não deve ser fácil.

Há uns tempos o Bruno de Carvalho apelava à militância dos sportinguistas e certamente não estava pedindo para orem ver os jogos já que o estádio enchia. O que ele pedia era que cada sportinguista fosse militante do seu clube no seu dia a dia e da mesma forma que proibia o vermelho em Alcochete parecia querer desencadear uma guerra santa, numa ocasião em que a comunicação social era abalada quase diariamente com novos processos judiciais.

A confusão instala-se e não faltam sugestões em relação a quem terá conseguido os famosos e-mails. Daqui a um regabofe judicial foi um passo, cada carta anónima deu lugar a mais uma grandiosa investigação e agora a justiça está enterrada em processos para todos os gostos. Alguém queria lenha e arrisca-se a sair queimado, o pior que se podia fazer era dar nas vistas mexendo em caca.



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/mexer-na-caca.html

O AZAR DA OPOSIÇÃO - 10Jul2018 14:25:00




Com o salvamento das crianças tailandesas a Judite pode voltar a Lisboa e ir para o cabeleireiro restaurar a cabeleira, o país vai para férias e já pode esperar pela final do mundial de forma tranquila, ainda que incomodado de vez em quando com as pequenas chantagens da pequena Catarina Martins que, curiosamente, tem andado com o penteado mais cuidado do que a Judite Sousa.

Os meses de junho e de julho não foram grande coisa para a oposição, os putos tailandeses deram cabo da manobra do simulador do ISP montado pela Assunção, o pobre do Rio quase emergiu na gruta e o Marcelo só é vedeta porque o WhattApp foi invadido por piadas sobre o seu papel no salvamento das crianças.

Agora que as nossas oposições afiavam os dentinhos na esperança de algum incêndio lhes permitir dizer que o governo tinha voltado a falhar no combate aos incêndios, tiveram o Azar dos Távoras e nada ardeu, ainda por cima as televisões desviaram as atenções para bem longe do mundo.

O António Costa lá vai passeando perante uma oposição que se vai afundando na falta de motivos, quando se aposta tudo em organizar espetáculos para a televisão pode-se ter o azar de serem as televisões a trocarem-nos as voltas.


Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/o-azar-da-oposicao.html

UM PAÍS DE ESPECIALISTAS - 09Jul2018 16:48:00


O que mais impressiona na operação de resgate das crianças que ficaram encurraladas na gruta da Tailândia é a quantidade de especialistas de que Portugal dispões neste domínio. Em poucos dias já me sinto um psicólogo, aprendi a nadar e a mergulhar e sou um grande especialista neste tipo de operações

A quantidade de especialistas que alimentam horas e horas nos canais de informação e até um antigo diretor da ASAE se revela um reputado especialista em operações de salvamento em grutas, pela forma como o ouvi falar para além de uma licenciatura em proteção civil parece ter feito um estágio nos Seals.

Até admira que não tenhamos enviado especialistas para o local, tendo ficado pela Judite Sousa que no primeiro dia apareceu um pouco despenteada, mas ao segundo dia já tinha conseguido salvar o penteado. As crianças que se cuidem, antes de comerem o frango frito ainda vão ter que tirar umas fotos com o Marcelo!



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/um-pais-de-especialistas.html

- 06Jul2018 00:00:00


   
Fernando Negrão, tendencialmente líder parlamentar do PSD

O mínimo qe se pode dizer de Fernando negrão é que é líder parlamentar do PSD, mas pouco. Passados meses ainda anda às voltas com o Hugo Soares e agroa é incapaz de afirmar uma posição clara da liderança em relação á votação do OE. O melhor que arranjou foi uma nova definição de uma orientação de voto, o PSD vota tendencialmente contra.

«"Desastroso", acusou o ex-líder parlamentar da bancada, Hugo Soares, referindo-se às palavras do atual secretário-geral do PSD, José Silvano, que em conferência de imprensa descolou do caso Tutti Frutti dizendo que tudo se passou antes da liderança de Rui Rio: "Paga o justo pelo pecador".

"Declarações mais do que infelizes", concordou Miguel Morgado, que alargou o âmbito das críticas à atual direção social-democrata, com acusações de estarem a "desvirtuar o modo de fazer oposição". Morgado, que foi assessor de Passos Coelho, falou mesmo de "dois PSD", o que quer ser alternativa ao PS e o que deixa que o PSD se confunda com o PS.

Transpondo a crítica para a votação do Orçamento do Estado para 2019, Hugo Soares criticou a indefinição da direção de Rio, onde Silva Peneda, do Conselho Estratégico, defende que o PSD vote a favor do OE, ao contrário do que aconteceu em anteriores Orçamentos da geringonça.

Fernando Negrão teve de acalmar as hostes com a garantia de que o partido votará contra o próximo OE, como o Expresso, aliás, já tinha noticiado.

No fim da reunião, aos jornalistas, Negrão foi no entanto menos perentório: "Todos os sinais são no sentido de que a votação poderá ser contra. Tendencialmente será contra".
» [Expresso]



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/fernando-negrao-tendencialmente-lider.html

UMA SENHORA MUITO GENEROSA - 05Jul2018 17:52:00

O CDS de Assunção Cristas é uma espécie de CDS do Paulo Portas á consignação, nada mudou, apenas está ao cuidado da atual líder enquanto o ex-dirigente foi ver se consegue enriquecer, aproveitando-se da influência adquirida no governo. Se tudo correr bem Paulo Portas vai gozar da sua velhice armado em senador de luxo, se correr mal volta a tomar conta do partido.

Este é o CDS de Paulo Núncio, o CDS das penhoras e multas fiscais a torto e a direito, da sobretaxa do IRS e da promessa da lotaria da sobretaxa. Nada disso sucedeu há uma década e o país está longe de ter recuperado e, tanto quanto se saiba, ainda não lhe saiu o euromilhões.

Ver agora a Assunção Cristas a anunciar reduções de impostos todos os dias só pode merecer uma gargalhada, até porque a líder do CDS transpira incompetência e irresponsabilidade por todos os poros. Aina ninguém tinha levado a sério a redução para metade do IRS no interior, vem agora defender a dedução das portagens pagas pelos residentes do interior. Mais um pouco e propõe a isenção total e mais um reembolso.

Esta senhora ridícula faz lembrar a história do capitão de Beja, que confrontado com as reivindicações dos soldados após o 25 de Abril respondeu que lhes dava tudo e ainda lhes montava uma praia na Messejana. Assunção cristas vai propor que se regresse ao velho projeto e talvez defenda a instalação de praias no Marão, na Estrela para além da modernização da Praia da Messejana.



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/uma-senhora-muito-generosa.html

JUMENTO DO DIA - 05Jul2018 00:00:00


   
Adalberto, o ministro


Ninguém no seu pleno juízo se lembra de transferir um organismo público de uma cidade para outra a 320 km só por um mero capricho supostamente regionalista, depois de uma oferta hilariante a um autarca que se pudesse até levava para lá o Cristo-Rei. Faria sentido equacionar a instalação no Porto ou noutras cidades do interior bem mais desfavorecidas, uma nova instituição.

Ninguém politicamente inteligente acha que se podem mudar famílias inteiras forçando conjugues ao desemprego e a procurar novos empregos, quando a idade média dos quadros da instituição leva a que ou tenham filhos crianças e jovens ou pais idosos a precisar de companhia e cuidados.

Ninguém bem formado se lembraria de fazer política obrigando cidadãos a uma emigração forçada, só apara conseguir meia dúzia de likes, a maioria deles não convertida em votos.

A decisão do Adalberto de mudar o INFARMED para o Porto é, no mínimo, uma demonstração de incompetência hilariante.


«O ministro da Saúde acusou esta quarta-feira o deputado social-democrata Ricardo Batista Leite de ter mentido no parlamento e desafiou-o a provar as acusações sobre a divulgação do relatório do grupo de trabalho sobre a transferência do Infarmed.

Numa audição na comissão parlamentar de Saúde, o deputado do PSD começou por apresentar um protesto pelo facto de o relatório do grupo independente que avaliou a deslocalização do Infarmed para o Porto ter sido primeiro divulgado na comunicação e só uma semana depois ter sido enviado pelo Governo ao parlamento.»
 [Observador]


Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/jumento-do-dia_5.html

O DRAMA DO DESEMPREGO DE LONGA DURAÇÃO - 04Jul2018 14:04:00

Não deve ser fácil alguém deixar um dos cargos mais apetitosos do país pensando que chega a líder do partido e depois acaba, derrotado, a negociar lugares na liderança de Rui Rio para os afilhados de Passos Coelho, oferecendo por contrapartida um consenso que sabe que não vai ser de fácil digestão.
Não é a primeira vez que Santana Lopes tem destes ?vipes? e larga tudo, já o fez para ser presidente do SCP e fê-lo de novo quando estava confortavelmente na liderança da Santa Casa, à beira de ser tornar numa espécie de banqueiro do povo.

EM menos de nada tudo mudou, ficou desempregado, teve de voltar ao exílio do escritório de advogado e, pelo meio, lá vai ganhando uns trocos nas conversas familiares com Carlos Costa. Na verdade, Pedro Santana Lopes, para além de ter uma espécie de bicho carpinteiro da política, que não o deixa estar quieto, está numa situação que pode ser designada por desempregado político de duração, ainda por cima sem subsídio de desemprego ou quaisquer apoios sociais.

E o que faz alguém quando está no desemprego e é ignorado pelos principais empregadores da sua profissão, neste caso o Rui Rio? Vai em busca de soluções e nos tempos que correm a moda está no empreendedorismo. Ora se para um jovem o empreendedorismo significa criar uma empresa, para um cota da política armado em criança terrível, o empreendedorismo implica criar um partido.

Sempre que Santana Lopes está na corda bamba dá-lhe para o mesmo, criar um partido. Depois começa a contar espingardas, telefona-se aos incondicionais como Rui Gomes da Silva, percebe que nem vai chegar a presidente de uma junta de freguesia e desiste.



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/o-drama-do-desemprego-de-longa-duracao.html

JUMENTO DO DIA - 04Jul2018 00:00:00


   
António Mendonça Mendes, secretário de Estado dos Assuntos Fiscais

Esta mania de tratar os contribuintes como um rebanho de ovlehas e as multas como um assobio para os cães pastores é irritante e ridícula. Uma coisa é multar um cidadão descuidado, outra é multar em massa, como se fosse um castigo divino, resolvendo um problemacriado por um esquecimento coletivo.

Quando o secretário de Estado foi chamado a intervir deveria ter decidio logo suspender a multa, em vez disso disse algo pouco claro, que os visados podiam pedir a susa suspensão. Então se os multados podiam pedir para não ser multados não seria mais inteligemnte suspender a aplicação das multas, dando um prao para que a situação fosse regularizada? O secretário de Estado não percebeu isso e acabou por ser ultrapassado pelos acontecimentos e desautorizado por uma decisão adoptada no dia seguinte.

O secretário de Estado perdeu uma boa oportunidade para não fazer asneira, o homem ainda não aprendeu a velha lição de Salazar, se quees subir finge-te morto.

«Em nota enviada ao Observador, a Autoridade Tributária (AT) afirma que ?comunicou aos serviços que devia ser suspensa a tramitação de todos os processos de contraordenação instaurados por falta de comunicação à AT da adesão à Caixa Postal Eletrónica (CPE) [o ViaCTT], conforme previsto no n.º 12 do artigo 19.º da Lei Geral Tributária (LGT)?.

A AT diz ainda que estes processos de contraordenação ?não devem ser objeto de qualquer decisão até que esteja concluída uma avaliação da situação e sejam emitidas novas orientações.?

Esta segunda-feira, o Ministério das Finanças afirmou que ?desde a entrada em vigor da Lei do Orçamento do Estado para 2012 que a caixa postal eletrónica passou a ser obrigatória para um conjunto de contribuintes (sujeitos passivos de IRC e sujeitos passivos de IVA enquadrados no regime normal, ao abrigo do artigo 19.º da Lei Geral Tributária), estando o serviço público de caixa postal eletrónica concessionado aos CTT?.

O Ministério liderado por Mário Centeno justificou assim o envio de coimas entre os 50 e 250 euros a dezenas de milhares de contribuintes que não sabiam que era necessário aderir a este serviço. Houve funcionários das Finanças que ?ficaram surpreendidos ao ver a coima, pois nunca tinha sido aplicada?, divulgou um leitor ao Observador.»
 [Observador]


Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/jumento-do-dia_4.html

LISBOETA DE PRIMEIRA - 03Jul2018 19:58:00

A caça desenfreada à multa por parte da EMEL levou a que muitos lisboetas já tenham dado o seu contributo financeiro para a autarquia através deste imposto especial que são as multas e reboques da EMEL. Já já teve a oportunidade de se confrontar com esta prática da EMEL o mínimo pode sentir ao ouvir que a Madona teve direito a um parque privativo gentilmente cedido pelo Dr. Medina é repulsa, senão mesmo algum nojo.

De um lado estão os lisboetas que são caçados em plena viapública pela matilha da EMEL como se fosse lebres a servir nos jantares das inaugurações do presidente do município. Do outro está uma senhora americana a quem o Dr. Medina dá tudo o que for pedido. A Madona é uma personalidade internacional, ainda bem que escolheu Lisboa, merece toda a simpatia, mas nunca poderá ser promovida a lisboeta de primeira, como se o cidadão comum que votou no Medina fosse um lisboeta de terceira.

A decisão de Medina, além de ptudo apontar para que seja abusiva é revoltante e ridícula. Depois dos vistos dourados parece que a CML tem agora os parquímetros dourados.


Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/lisboeta-de-primeira.html

JUMENTO DO DIA - 03Jul2018 00:00:00


   
António Costa, um Passos Coelho porreiro

É a segunda vez que António Costa fala à Passos Coelho ao sugerir que ou temos estradas ou temos salários atualizados, dantes era ter mais emprego ou aumentar os salários. Amanhã vai dizer que ou temos salários atualizados ou temos médicos e por aí adiante. Como nunca faltarão bons motivos para manter (cortar) salários isso significa que António Costa pretende fazer aos poucos o que Passos Coelho fez de uma vez, cortar os salários reais no Estado. É inteligente, a sacanice é a mesma, mas como é feita em pequenas prestações nem sequer pode ser acusado de violar a Constituição.

As sacanices do passos era à filho da mãe, as do António Costa são ao estilo do gajo porreiro. A prazo o resultado é o mesmo, António Costa deu aquilo que estava obrigado e agora tira com a outra mão o que aparentemente tinha dado.

«Citado pela TSF, António Costa salientou que o investimento nas estradas portuguesas implicará contudo a falta de investimento noutras áreas, como os salários ou a progressão nas carreiras profissionais.

De repente, toda a gente acha que é possível fazer tudo já e ao mesmo tempo, é preciso termos em conta que, quando decidimos fazer esta obra, significa que estamos, simultaneamente, a decidir não fazer outra obra?, avisou o primeiro-ministro. ?Quando estamos a decidir fazer esta obra, estamos a decidir não fazer evoluções nas carreiras ou vencimentos?, reconheceu.

Com um investimento de 134 milhões de euros, numa extensão de 75 quilómetros do itinerário principal 3, o Estado vai ajudar ?a salvar vidas?, ao ?assegurar segurança na circulação rodoviária?, sublinhou. ?Esta é uma obra central para reforçar a coesão interna da região da Centro, mas também para melhorar a competitividade? desta parcela do território nacional, disse António Costa.

O primeiro-ministro intervinha junto ao nó de Raiva do IP3, no lançamento da empreitada de requalificação do troço entre os nós de Penacova e Lagoa Azul, no distrito de Coimbra, numa sessão em que também foi aberto o concurso para as obras de duplicação da via, nos troços de Souselas (Coimbra) a Penacova e entre Lagoa Azul e Viseu, onde liga à A25.» [Observador]


Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/jumento-do-dia.html

MAKE LOVE NOT CIMENTO - 02Jul2018 14:00:00


Parece que Cavaco Silva tem de aparecer de vez em quando, deve estar com receio de ser esquecido e de tempos a tempos vai fazendo a sua prova de vida, como se fosse um pensionista a cumprir com as obrigações para com a Segurança Social. O esquema é sempre o mesmo, um grupo de saudosistas organiza uma festarola de homenagem e o pobre senhor lá aparece, discursando virado para as quatro e dez, destilando a sua raiva ao governo que foi forçado a empossar.

Desta vez lá fez o discurso dos incêndios e das responsabilidades ao mais alto nível, só se tendo esquecido de prestar homenagem aos que se suicidaram em Pedrógão. Mas depois de servir o ódio do costume o homem, que sempre foi um governante para quem o ser humano esteve à frente, lembrou-se de falar de um dos problemas mais graves da sociedade portuguesa, o da natalidade.

Foi então que este pobre senhor, lembrado pelo cimento, alcatrão e eucaliptos com que encheu o país, veio explicar aos portugueses que a prioridade não são as autoestradas ou os pavilhões gimnodesportivos, diz ele que a prioridade é ter filhos. Só não explicou se defende que o dinheiro das obras públicas deve servir para abonos de família ou para mandar os frasquinhos de esperma e pagar ás mães de aluguer americanas, há semelhança do que faz o melhor do mundo.

Com o país mais interessado no regresso dos heróis que só não fizeram melhor porque os uruguaios são uns malandros, enquanto vai percebendo as causas dos resultados  nas Flash Interviews dadas pelo repórter Marcelo, quase ninguém se interessa pelas intervenções do senhor da Quinta da Coelha, que quase já só merece a atenção da CMTV e mesmo assim fora do prime time.



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/07/make-love-not-cimento.html

FOI POR VONTADE DE DEUS - 30Jun2018 20:55:00



O fervor religioso aparece de novo, décadas depois do salazarismo, associado ao fenómeno religioso pela mão de um treinador muito crente que além de parecer querer converter-nos, também quer que cantemos o hino à moda americana, com a mão no peito.

Graças a um europeu ganho com mau futebol o lado religioso de Fernando Santos tornou-se uma marca do nosso futebol e já faltou mais para que à semelhança do Benfica dos tempos de Manuel Damásio e da sua devota esposa, instalem uma capela na cidade do futebol, se é que já não existe.

Já ouvi jornalistas empolgados porque Fernando Santos é um homem de fé, querendo substituir as bandeiras made in China do tempo de Scolari, pelas rezas do engenheiro. A própria Igreja aproveitou-se do fenómeno e produziu um vídeo com Fernando Santos, no centenário das aparições. Agora temos um presidente dedicado a missas e procissões e um treinador de futebol a fazer evangelização.

Por isso o resultado do jogo com o Uruguai só pode merecer uma comentário, foi por vontade de Deus.


Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/06/foi-por-vontade-de-deus.html

JUMENTO DO DIA - 30Jun2018 00:00:00


   
Marcelo Rebelo de Sousa, ventríloquo dos calados 

Antes do 25 de Abril quando por cá mandava o padrinho de Marcelo muitos portugueses andavam calados e era preciso coragem para lhes dar voz. Mas nos dias de hoje basta ler o que se escreve nas redes sociais para se perceber que só os mudos e os mais cobardes ou desinteressados é que estão calados e não precisam de ninguém fazer da sua a voz deles.

O Presidente da República já devia ter percebido que os portugueses não andam assim tão caladinhos e, mais ainda, que não precisam que alguém mais inteligente e com mais voz pense e fale por eles. Há aqui qualquer coisa de errado quando alguém avoca o papel de ventríloquo de uma suposta maioria silenciosa ou calada.

É bom que Marcelo fale, ainda que a regra seja falar tanto que são cada vez mais os que não se dão ao trabalho de o ouvir, mas ele fala o que pensa e não o que pensa que os outros pensam, não recebeu mandato eleitoral para falar pelos outros ou para decidir o que pensaram os que ficaram calados.

«O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta sexta-feira que há uma investigação judicial em curso há um ano sobre o desaparecimento de armas em Tancos e sublinhou que a memória não prescreve.

"Qualquer que seja o resultado dessa averiguação, importa que os portugueses o conheçam", disse o Presidente, quando questionado pelos jornalistas, em Alverca, no final da cerimónia comemorativa dos 100 anos da OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal.

"O Presidente não se envolve no tempo da justiça, limita-se a dizer em voz alta o que os portugueses pensam em voz baixa", acrescentou.

Marcelo Rebelo de Sousa frisou que os portugueses, um ano depois do furto de armas em Tancos, continuam interessados em saber o que se passou, o mesmo se passando com o Presidente.» [Expresso]


Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/06/jumento-do-dia_30.html

TEREI DE SENTIR VERGONHA DE PORTUGAL E DE SER PORTUGUÊS? - 29Jun2018 17:23:00


Desde há alguns anos que o país é sacudido quase diariamente com operações de limpeza levadas a cabo pela justiça, Portugal abana mais com os sucessivos arrastões levados a cabo pelos magistrados do MP e pela PJ do que São Francisco com os sismos da falha de Santo André.

Quando não é o Benfica é o Porto, quando não é o Porto é o Mário Centeno, quando não é o Mário Centeno é o Medina, quando não é o Medina surge sempre uma carta anónima ou uma transferência bancária de quinhentos euros e o país é novamente abanado. Isto começa a fazer lembrar o verão quente de 1975 quando já se sabia que lá para o fim d o dia rebentava uma bomba. Aos poucos o povo vai-se habituando e já ninguém liga, é coisa para os policias e  inspetores  reformados CMTV se entreterem.

Não conheço nenhum país onde os magistrados tenham princípios democráticos onde um ministro das Finanças seja investigado com base numa notícia falsa, dias depois de ter sido nomeado para um dos cargos mais importantes da Europa e depois os magistrados arquivem o processo, mas fiquem com a informação recolhida no ministério com a técnica do arrastão.

Se levarmos as notícias a sério só nos resta ter vergonha de ser portugueses e um dia destes ainda vamos ver a estátua do D. José mais o cavalo serem presos no terreiro do Paço, acusados de corrupção, ficando a pernoitar nos calabouços da PJ, enquanto a CMTV divulga em primeira mão os motivos de suspeita. Ou tentamos ignorar que se passa e pensamos que se tratar de uma qualquer sarna que passará em breve ou corremos um sério risco de ficarmos doidos e com vergonha do país que somos.

Esta ânsia de fazer limpezas torna legítima uma dúvida, o país é assim tão corrupto ou há por aí quem na ânsia de ser herói ou heroína do combate à corrupção não hesite em difamar tudo e todos para que lhes fiquemos gratos pela limpeza?



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/06/terei-de-sentir-vergonha-de-portugal-e.html

FOI BONITA A FESTA PÁ - 29Jun2018 00:00:00

Passou década e meia.

O Durão Barroso ainda era avençado do Ricardo Salgado no BES e hoje é banqueiro na City.

O Ricardo Salgado era rico e DDT, todos se curvavam no seu caminho, designava ministros, convidava professores doutores para os seus jantares, hoje está abandonado.

O Porto ainda era o eterno campeão e agora o Benfica ia chegando ao penta para desgosto de Pinto da Costa.

O António Costa ainda não tinha cabelos brancos e o Marcelo andava tranquilo, porque ainda não havia a mania coletiva das selfies.

O Sócrates ainda era o menino rico da mamã que andava no engate mais o Armando Vara, agora é um solitário que dá graxa aos sapatinhos Prada na esperança de durarem mais um par de meias solas.

O Trump ainda não andava com a Melania e nem sonhava chegar a Presidente e meter o mundo de pernas para o ar.

Desde que o burro nasceu o Bruno de Carvalho teve mais duas mulheres e duas filhas, chegou a presidente do SCP e endoidou.

O Paulo Macedo passou de modesto supranumerário com ambições de chegar longe no BCP, governou pelo PSD e chegou a dono da CGD pelo PS.

Passos Coelho que era afilhado nas empresas de Ângelo Correia chegou a professor catedrático. Em contrapartida Miguel Relvas começou como doutor e acabou sem curso mas com muito dinheiro.

O Iraque existia e deixou de existir, muitos africanos que eram felizes morreram no Mediterrâneo, o Iraque foi destruído, a extrema direita governa vários países da Ueropa e faz uma mãozinha nos EUA.

A Zezinha tinha pouco mais de 50, era uma jovem ambiciosa na PJ, hoje está com idade para reformar-se mas ainda tem a esperança de chegar a Procuradora-Geral da República, talvez com a ajuda do Ventinhas.



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/06/foi-bonita-festa-pa.html

BACKUP - 28Jun2018 13:00:00


Sinto-me um cidadão azarado, ainda há poucos dias pensei ir a Braga na esperança de conseguir uma selfie com Marcelo, agora que qualquer português já ganha quase como brinde por pedir o cartão de cidadão e eu ainda não consegui. Desisti de ir a Braga  e quando vi as imagens de Marcelo a ser levado como um bezerro, a lembrar Cavaco Silva nas comemorações de Portugal e das Comunidades, pensei com os meus botões que a culpa era minha. Se um presidente tão devoto, que treina nas águas frias do Tejo para ser o primeiro a conseguir dar a volta à Antártida a nado, sofre um fanico só porque apanha um calorzinho depois de sair da missa era coincidência a mais.

Mas se um azar é muito, dois três azares já são demais, ainda ontem dei conta da tristeza de nunca ter sido alvo de uma buscazinha em casa, hoje venho queixar-me de não constar da e-Torre do Tombo privativa da Zezinha. Não há neste país cão nem gato que não tenha o seu lugar na imensa torre do Tombo que são os muitos backups conseguidos nos diversos arrastões judiciários que todos os dias são notícias.

Há uns tempo foram dizer boa tarde ao Mário Centeno a propósito de um golo do Benfica e de caminho fizeram um arrastão eletrónico no gabinete do presidente do Eurogrupo, pelo sim, pelo não, não vá um dia destes ser necessário e o backup do ministro lá ficou guardado na e-Torre do Tombo. Daqui a uns séculos os historiadores vão ter a oportunidade de saber que anedotas mandava o Mário por e-mail, se mandava as fotos de gajas que recebia no WhatsApp ou se prometeu mesmo ao Domingues que lhe dava parte da CGD.

Não há ninguém neste país que não tenha já o seu cantinho privativo na e-Torre do tombo, desde o presidente da junta de freguesia da Ilha do Pessegueiro, a clube de excursionistas da Rua do Rato, todos os cidadãos, clubes desportivos, associações de bombeiros, tudo o que mexe tem o seu backup devidamente arquivado. Todos? Não!

Ninguém ainda se deu ao trabalho de vir ao palheiro buscar o Backup para que tenha um lugarzinho na história de Portugal. Como é que daqui a uns anos, quando forem ver o que se passou através dos backups, poderão imaginar que este palheiro existiu durante mais de uma década e meia? Como é que podemos ter esperança de vermos o melhor trabalhador do FCP, o Dragão de Oro do cheio a suor do Porto, denunciar os e-mails do Jumento a gozar com o pinto da Costa.

Se o António Costa não nos vai transferir para o Porto já que o Moreira o ameaçou que se demitiria se o fizesse, como é que o Porto Canal sabe da nossa existência. Ainda na semana passada esteve gente vinda diretamente do Porto para atualizar os backups do Benfica e nem se deram ao trabalho de fazer uma avenida e levavam também o backup do Palheiro. Mas não, nem no Porto querem que sobrevivamos ao encerramento em breve deste arquivo desprezado.



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/06/backup.html

JUMENTO DO DIA - 28Jun2018 00:00:00



 Jumento do Dia

   
Carlos Queiroz, selecionador do Irão

Carlos Queiroz tem idade mais do que suficiente para saber aproveitar as oportunidades de ficar calado, mas como não bastou o espetáculo no dia do jogo, ainda foi espalhar-se mais um bocadinhos numa entrevista. Isto não significa que o treinador não possa ter alguma razão, mas não é passando uma imagem menos própria que vai resolver problemas e antagonismos. A imagem que passou para o país e para o mundo do futebol não foi das melhores.

Recorde-se que Queiroz foi o símbolo do Portugal de sucesso do Portugal cavaquista, designado como tal pelo próprio cavaco Silva, uma espécie de cidadão número um do oásis inventado pelo então ministro Braga de Macedo. Enfim, á medida que a sua carreira chega ao fim Queiroz está cada vez em melhores condições para ir residir também junto aos seus velhos amigos na Quinta da Coelha.

«Em entrevista ao jornal Público, o selecionador do Irão, Carlos Queiroz, abordou a reação de Quaresma no final do jogo entre Portugal e a seleção asiática, que disse "não vou responder ao Queiroz, senão ficávamos aqui a noite toda" em relação às críticas do treinador à equipa de arbitragem.

"O Quaresma ainda vai ter de jogar pela minha seleção e não vou tecer muitos comentários. Mas se todos os treinadores que ele teve falassem dele ficariam alguns anos a falar. Todos, desde o Sporting ao FC Porto. É melhor ficarmos por aqui. Se tiver de dizer alguma coisa sobre mim, que tenha coragem e diga agora. Dizer que eu não respeitei os jogadores portugueses... Como é que eu não os respeitei? Mesmo assim fiquei feliz por três jogadores portugueses me terem cumprimentado no final, o Adrien, o Bruno Alves e o Beto", atirou o técnico, que deixou Quaresma de fora dos convocados para o Mundial 2010.» [DN]



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/06/jumento-do-dia.html

TAMBÉM QUERO UMA BUSCAZINHA - 27Jun2018 13:00:00

Eu sei que neste palheiro só há palha, que até já andaram aqui à porta mas não chegaram a entrar, mas começa a ser tempo de virem aqui fazer uma busca, nem que seja só uma buscazinha. É que português que se preze tem de ter no seu currículo uma busca, de preferência conduzida por magistrados do MP e com direito à CMTV à porta de casa. Mas se o MP anda muito ocupado com coisas mais importantes, como as diatribes dos mariolas de Alcochete, então que mande cá o pessoal da PJ, até podem vir os do Porto, para o caso de o pessoal de Lisboa estar a ver o jogo na Fan Zone do terreiro do paço. EM último caso, que mandem um qualquer órgão de polícia criminal, nem que seja o pessoal da guarda da venatória que tem os cavalos em Monsanto. Mas, porra, mandem fazer uma buscazinha para que conste no currículo.

Imaginem o que é ir aos EUA e enfrentar o serviço de estrangeiros do Trump com tamanha falha na base de dados, como é que vamos convencer o xerife de serviço de que somos portugueses importantes e não consta qualquer busca a casa. Um dia destes na minha rua sou o único que não foi alvo de uma tão ilustre visita. Se for em agosto, já com o bronze da Praia dos Três Pauzinhos o mais certo é ficar logo preso por suspeita de terrorismo ou de ser um mexicano a querer emigrar.


O Vieira é alvo de buscas quase todas as semanas, o Bruno de Carvalho até foi apra casa esperar a ilustre visita, o Pinto da Costa tem sempre fruta no frigorífico a contar com as visitas, hoje foram as juntas de freguesia de Lisboa, há uns tempos foi o Mário Centeno, não há ninguém neste país que apareça na capa da Gente que não tenha tido a ilustre visita. As buscas já não são uma mera rotina policial, são um dirieto inalienável do cidadãos e morrer sem ter merecido uma busca é como morrer sem a extrema unção ou, no caso de ser muçulmano, sem ter ido a Meca.


Por isso fica desde já aqui uma exigência, também queremos uma busca ao palheiro!




Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/06/tambem-quero-uma-buscazinha.html

UMAS NO CRAVO E OUTRAS NA FERRADURA - 27Jun2018 00:00:00



 Jumento do Dia

   
manuela ferreira Leite, economista

O que seria de nós e dos deputados se não tivéssemos a Dra. Ferreira Leite para nos explicar que uma dívida de 130% do PIB é brincadeira para trinta anos. E a nossa sorte é que já não estamos no tempo em que ela vendida dívida fiscal à banca, porque como as coisas estavam com ela no fisco em vez de 30 seriam 60 anos.

«?Todos os cálculos se baseiam em números de taxas de juros que não se vão verificar sempre, em taxas de crescimento que dependem muito da nossa envolvente externa?, afirmou a ex-ministra e antiga presidente do PSD, sublinhando assim que muito é imprevisível. Mesmo que essas condições se mantivessem, acrescentou, o projeto de pagar a dívida de Portugal, que neste momento se encontra acima dos 120% do PIB, é a muito longo prazo. Voltar para um limiar de cerca de 60% do PIB levaria cerca de 30 anos, defendeu. ?Trinta e tal anos não é um projeto que se possa apresentar a nenhum país?, argumentou. ?Conseguimos estar alguns anos em austeridade, sacrifício, isso é possível. Mas não é possível dizer que estaremos assim durante 30 anos?.

Assim, afirmou a ex-ministra, voltaria a subscrever, tal como fez em 2014, o que ficou conhecido como o Manifesto dos 74, que pedia a restruturação da dívida pública, com uma diferença: as autoridades europeias, defende, mudaram muito de posição desde então. ?Assinei com consciência, e voltava a assinar se não tivesse mudado a posição das instâncias europeias em termos de rigidez?, continuou Manuela Ferreira Leite. ?O ambiente e a rigidez das posições da União Europeia têm estado muitíssimo mais amenos?. A antiga ministra das Finanças foi questionada acerca do Manifesto dos 74 por João Galamba, deputado socialista que também subscreveu essa declaração.» [Eco]

      
 Mais um motivo de vergonha para os magistrados 
   
«O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem (TEDH) deu razão a Carlos Cruz e declarou que o Tribunal da Relação de Lisboa violou o direito do ex-apresentador ao não admitir novas provas de defesa no processo Casa Pia. Quatro dos sete juízes em Estrasburgo votaram a favor do recurso de Carlos Cruz.

Carlos Cruz, cujo julgamento durou quase seis anos, foi condenado em 2010 a sete anos de prisão, por três crimes de abuso sexual e um de ato com adolescente, embora tenha sido pronunciado por seis crimes. O ex-apresentador disse sempre estar inocente e que havia sido "condenado sem provas". Em julho de 2016 saiu em liberdade, depois de completar dois terços da pena.

Em declarações à TSF, o advogado Ricardo Sá Fernandes admite reabrir o processo em Portugal, embora coloque a possibilidade de o Estado português recorrer desta decisão.» [Expresso]
   
Parecer:

É incrível como os juízes se recusam a alterar um julgamento perante novas provas, como se a confirmação dos seus erros fosse mais importante do que a própria justiça. O ponto mais baixo da justiça é quando as vítimas são vítimas da própria justiça.
   
Despacho do Diretor-Geral do Palheiro: «Lamente-se.»
  
 Ainda não se esqueceram da asneira?
   
«Pode acontecer a qualquer momento ou apenas depois do período de férias, o anúncio do Governo sobre o destino do Infarmed. O relatório do grupo de trabalho constituído há seis meses para analisar a deslocalização do instituto da capital para a Invicta já foi entregue à tutela mas o ministro da Saúde não está vinculado a uma data limite para tomar uma decisão.

Questionado pelo Expresso, o gabinete de Adalberto Campos Fernandes explicou que "não existe um prazo pré-definido" e que, "para já, o Ministério vai analisar as conclusões do relatório". No documento, divulgado na segunda-feira pelo "Jornal de Notícias", conclui-se que a transferência do Infarmed para o Porto terá ganhos: a eficiência e a produtividade podem melhorar e com custos menores, desde logo ao nível das infraestruturas.» [Expresso]
   
Parecer:

Veremos quais as consequências desta decisão populista do ministro Adalberto.
   
Despacho do Diretor-Geral do Palheiro: «Espere-se para ver.»

 Fica tudo na mesma
   
«Rui Rio e Fernando Negrão almoçaram nesta segunda-feira, no Porto, para acertar estratégias depois do episódio de sexta-feira que abriu uma nova frente de batalha entre a direcção do partido e a bancada parlamentar. À revelia de Rio, o grupo parlamentar votou favoravelmente o projecto-lei do CDS sobre o fim da sobretaxa dos combustíveis e as relações entre as partes voltaram a azedar.

Nesta segunda-feira, Rio e Negrão combinaram que farão, na especialidade, propostas para garantir que a lei-travão não é violada, pelo que o PSD vai defender que o fim do imposto adicional sobre os combustíveis só entre em vigor em 2019. E admitiram discutir uma compensação, em termos de receita, para que o Governo não possa atirar ao PSD o ónus de estar já a estragar o Orçamento do Estado do próximo ano. Pelo menos o princípio de que deve haver ?neutralidade fiscal?.

Negrão terá dito a Rio que, apesar de os princípios gerais serem discutidos na comissão permanente do PSD, é ele quem se vê na necessidade de negociar no Parlamento, com o CDS, para que os projectos possam passar na generalidade. O líder do PSD não desperdiçou a oportunidade de lhe dizer que, ainda assim, não tinha achado bem o que se passou no caso do adicional aos combustíveis, mas ambos resolveram seguir em frente. O líder da bancada disse que o CDS tinha aceitado falar com os sociais-democratas na especialidade, para acertar como ficava o diploma final, lembrando que Assunção Cristas já disse que, no pior cenário, a 1 de Janeiro a lei entraria em vigor.» [Público]
   
Parecer:

Isto é, poupam os que andam de carro e pagam todos.
   
Despacho do Diretor-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»

 Qual período experimental?
   
«A SAD do Sporting, que será dirigida por Sousa Cintra até Setembro, prepara-se para rescindir com o treinador sérvio contratado por Bruno de Carvalho, Sinisa Mihajlovic, alegando o período experimental para o fazer, noticiam nesta terça-feira os jornais A Bola e Record.

O antigo jogador e treinador sérvio assinou contrato com o Sporting até 2020 no dia 18 de Junho, dias antes da assembleia geral que viria a destituir Bruno de Carvalho, e numa altura em que este já se encontrava suspenso das funções de presidente do clube (e não da SAD, pelo que poderia realizar contratações para o departamento de futebol).

Assim que a nova SAD, nomeada pela comissão de gestão liderada por Artur Torres Pereira, tiver acesso ao contrato de Mihajlovic e a tudo o que lá está previsto, avançará para a saída do treinador. De acordo com a legislação, o período de experimental poderá ser invocado nos primeiros 15 dias. Ou seja, visto que o sérvio assinou no dia 18, a nova SAD terá até dia 3 de Julho para invocar esta cláusula para rescindir o contrato.» [Público]
   
Parecer:

Que se saiba ainda ninguém experimentou nada.
   
Despacho do Diretor-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/06/umas-no-cravo-e-outras-na-ferradura_27.html

O HOMEM DOS BANQUEIROS - 26Jun2018 13:02:00


Apesar de todas as consequências económicas, sociais e humanas de uma crise financeira que em grande parte foi responsabilidade dos banqueiros ninguém neste país ouviu a mais ligeira crítica por parte do Banco de Portugal e do seu governador à gestão criminosa dos bancos. Mesmo perante a queda de vários bancos o governador não ousou fazer qualquer reparo e se foi chamado a pronunciar-se a sua posição foi sempre em defesa dos bancos.

A escolha de Carlos Costa para governador do Banco de Portugal foi uma das melhores escolhas de Passos Coelho na perspetiva da sua agenda política, económica e social. O governador do BdP usou do seu poder institucional para dar cobertura total ás políticas brutais do traste de Massamá. Passos Coelho e Carlos Costa parecem ter combinado enganar os portugueses, pondo-os a pagar por uma crise provocada pelos banqueiros, assumindo não só os desequilíbrios das contas do Estado, mas também o refinanciamento dos bancos.

Em troca Passos Coelho não só promoveu uma personagem desconhecida do BdP a secretário de Estado da Administração Pública, como permitiu que o Banco de Portugal fosse uma off shore no meio da austeridade. Concluído o trabalho sacana o rapazola do BdP voltou ao banco, onde foi promovido a administrador.

Sempre que a banca é de alguma forma incomodada o comportamento é o mesmo, os banqueiros ficam em silêncio, a sua associação manobra nos corredores governamentais e políticos, mas quem assume as despesas da festa e aparece a assanhado a criticar tudo e todos é o governador Carlos Costa, uma espécie de líder do sindicato dos banqueiros.

Desta vez veio condenar a divulgação junto dos portugueses dos nomes dos que afundaram a CGD e os argumentos são sempre os mesmos, que o BCE não deixa, que é inconstitucional e que viola diretivas europeias. Será que é desta que este representante dos banqueiros vai ser chamado a provar tudo o que diz?



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/06/o-homem-dos-banqueiros.html

UMAS NO CRAVO E OUTRAS NA FERRADURA - 26Jun2018 00:00:00



 Jumento do Dia

   
Carlos Costa, sindicalista dos banqueiros

Era de esperar que o governador do BdP viesse chumbar qualquer proposta que possa incomodar, pelo que não é surpresa que se oponha à divulgação dos grandes devedores da CGD, como também não constitui qualquer surpresa que a sua posição esteja alinhada com a associação dos banqueiros, se assim não fosse seria a primeira vez, com carlos Costa o BdP tem sido transformado numa espécie de sindicato dos banqueiros.

Mas já que o governador fala de normas do BCE, diretivas comunitárias e a Constituição, seria interessante se fosse mais explícito e indicasse quais as normas, diretivas e regulamentos que estão em causa.

«Da direita à esquerda, todos os partidos (à exceção de um PS hesitante) querem que os bancos divulguem publicamente quais os empréstimos arriscados que concederam e que, em última análise, os levaram a acionar ajudas públicas mas, para o Banco de Portugal, estas pretensões esbarram de frente com várias leis e regulamentos. Para Carlos Costa, a informação só pode sair do discreto circuito bancário se for cedida no âmbito de comissões parlamentares de inquérito e com a expressa garantia de sigilo.

No parecer que fez chegar à Assembleia da República sobre as propostas aprovadas na generalidade em meados de Maio, o Banco de Portugal arrasa com as pretensões dos partidos que, embora com variações, querem que os grandes devedores à banca sejam tornados públicos. A intenção genérica dos deputados é que a divulgação seja intermediada pelo Banco de Portugal, se cinja aos bancos que recorreram a ajudas públicas e recai apenas sobre grandes devedores que, por terem entrado em incumprimento, podem ter acabado por contribuir para as dificuldades enfrentadas pelas instituições financeiras. Só que, para o Banco de Portugal, nada disto é possível.» [Expresso]

 O SLB investigado pela PJ do Porto

Os correios enganaram-se e mandaram a carta para o Porto? Não sabemos bem porquê, mas esta carta faz lembrar uma outra que deu lugar ao Caso Freeport.

      
 E ninguém pendura os administradores dos bancos?
   
«A Ongoing abriu um buraco nas contas do Novo Banco e do BCP próximo dos 700 milhões de euros. Um montante que ultrapassa 3% da riqueza produzida em Portugal em 2017 e que resulta da incapacidade de recuperar os créditos concedidos pelo então Banco Espírito Santo (BES) e pelo BCP à empresa liderada pelos ?consultores? Nuno Vasconcelos e Rafael Mora.

Este valor resulta de uma gigantesca exposição das duas instituições financeiras à Ongoing que, no caso do BES (agora Novo Banco), chegou aos 493,5 milhões de euros e, no BCP, aos 292 milhões de euros e que leva a que actualmente, mesmo depois de já terem sido efectuadas penhoras sobre a Ongoing e anulados juros sobre as dívidas, as perdas registadas pelas duas instituições representem cerca de 440 milhões de euros, no caso do Novo Banco, e 230 milhões de euros, no caso do BCP, um total de 670 milhões de euros que representam mais de 80% dos empréstimos inicialmente concedidos.

Os créditos concedidos à Ongoing, uma empresa que está em liquidação, mais do que servirem para financiar qualquer actividade económica, foram utilizados para ajudar o BES a controlar a Portugal Telecom (PT) e permitiram abrir a porta do BCP à equipa de gestão chefiada por Carlos Santos Ferreira que vinha da CGD e que integrou dois dos actuais administradores do Novo Banco, António Ramalho e Vítor Fernandes.» [Público]
   
Parecer:

Um momento dos mais negros da história económica nacional.
   
Despacho do Diretor-Geral do Palheiro: «Condene-se.»
  
  EUA anedótico
   
«O prestigiado diplomata e político Javier Solana - que foi secretário-geral da NATO entre 1995 e 1999 e Alto Representante da Política Externa e Segurança da UE, entre 1999 e 2009 - foi recentemente impedido de entrar nos EUA, por causa das novas regras de imigração da administração Trump, noticia este domingo o El País.

Isto porque Solana, durante os cerca de 15 anos em que, no exercício das suas funções oficiais, procurou concretizar a segurança e a paz no mundo enquanto responsável da NATO e da UE, visitou o Irão, pais que integra hoje a lista negra de proveniências que vedam o acesso aos EUA.

Enquanto chefe da diplomacia da UE, Solana foi um dos principais impulsionadores do acordo nuclear firmado com Irão, que foi agora rejeitado por Donald Trump.» [DN]

 Também há a Liga da PJ?
   
«A SAD do Benfica, no Estádio da Luz, e as instalações do Vitória de Setúbal, Desportivo das Aves, Marítimo e Paços de Ferreira estão a ser alvos de buscas pela Polícia Judiciária (PJ) do Porto, avança o Correio da Manhã.

A operação, acrescenta o jornal, está a decorrer no âmbito de uma investigação por corrupção desportiva, em que o Benfica é suspeito de ter subornado atletas de outros clubes para vencerem o Futebol Clube do Porto.» [Observador]
   
Parecer:

Porque será que sente um cheiro estranho no ar? Esperemos que além dos clubes locais as delegações regionais da PJ não se transformem em casas do clube.
   
Despacho do Diretor-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»

 BdC mudou outra vez de ideias
   
«Bruno de Carvalho voltou a dar o dito por não dito e a última contradição em que foi apanhado tem a ver com a sua intenção de impugnar a Assembleia Geral que o destituiu - agora, o presidente destituído foi ao FB fazer uma alteração ao que tinha escrito, retirando a parte em que falava sobre a tal impugnação.

O post ficou assim consideravelmente mais curto, sem os ataques a Sousa Cintra (o ?homem do tremoço?, ?arrogância?, etcetera), assumindo um tom bem mais comedido, ainda que mantendo a intenção de ir a eleições (esta parte não mudou).» [Expresso]
   
Parecer:

Sinal que está em boa forma.
   
Despacho do Diretor-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/06/umas-no-cravo-e-outras-na-ferradura_26.html

O ENJOO - 25Jun2018 13:00:00

É hora de almoço e o país começa a ficar ansioso e não é por causa de alguma novidade vinda da Rússia, ao fim de quase vinte horas de silêncio o Facebook do Bruno de Carvalho há 16 horas que está silencioso, apenas a imagem de três das quatro filhas e da mãe da quarta sorridentes. Entretanto, Sousa Sintra foi impedido de entrar nas instalações de que supostamente é presidente ou indigitado para tal pelo maior acionista.

Há semanas que é isto, mensagens, entrevistas, telefonemas para as redações, processos judiciais, providências cautelares, golpes e contra-golpes. A PJ ainda tentou ser notícia com uma ida à Luz, mas ninguém ligou, a notícia foi a ida do Sousa Sintra ao Lumiar. Já não há paciência para ouvir o Bruno de Carvalho dizer que vai explicar as coisas de forma a que os sportinguistas percebam, ouvir falar das quatro filhas como se fosse as filhas do Czar da Rússia.

O país endoidou de vez, agora em vez de ouvirmos o Mário.  Centeno temos de aturar o José Eduardo, o Marcelo deu Lugar ao Torres, o Presidente da AR só é notícia quando fala do Sporting, o pobre do Rui Rio quase se eclipsou. Já não se sabe quem está do lado do Bruno ou contra o Bruno, num dia estão de um lado, no outro lideram a oposição. 



Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/06/o-enjoo.html

UMAS NO CRAVO E OUTRAS NA FERRADURA - 25Jun2018 00:00:00



 Jumento do Dia



   
Jerónimo de Sousa, líder do PCP

O líder do PCP nunca terá ouvido falar dos preços do petróleo, não deu pela crise financeira e parece que considera que é uma boa ideia promover o consumo de combustíveis baratos, o que poderia ser compensado pelo aumento dos impostos sobre o rendimento.

«secretário-geral do PCP responsabilizou, este domingo, o PS, PSD e CDS pelo elevado preço dos combustíveis e afirmou que aqueles três partidos ?deviam corar de vergonha? pelos lucros obscenos das empresas que privatizaram.

ISP: Costa diz que ?folga? não pode existir para já

?PS, PSD e CDS deviam corar de vergonha quando, ao fim de cada ano, se conhecem as centenas de milhões de lucros e dividendos destas empresas privatizadas, lucros e dividendos que voam, na sua maioria, para o estrangeiro e que tanta falta fazem ao país?, disse Jerónimo de Sousa.

O líder comunista, que falava na sessão de encerramento V Assembleia da Organização Regional do Litoral Alentejano do PCP, no auditório Municipal António Chainho, em Santiago do Cacém, responsabilizou também o PS pelo incumprimento das promessas feitas em relação ao adicional sobre o ISP (Imposto sobre Produtos Petrolíferos).» [Eco]


Fonte: http://jumento.blogspot.com/2018/06/umas-no-cravo-e-outras-na-ferradura_25.html